WEBMAIL

LINKS

ACESSO RÁPIDO

MENU

Curso qualifica mulheres na área de combate às endemias

24/02/2017 - 11h10
clique para ampliarOs representantes da Fundat, Antônio Brás e Aneclavilze Nascimento. Fotos: Ascom/Fundat
clique para ampliarA aluna Geysa de Jesus, de 29 anos
clique para ampliarA aluna Geisse Gomes, de 23 anos
clique para ampliarTurma do curso de Agente de Combate às Endemias realizado na UQP do bairro Porto Danta

É dever de toda administração pública zelar pela saúde das comunidades que compõem uma determinada região. Um dos responsáveis pelo desempenho deste serviço é o agente de combate às endemias, conhecido popularmente como o profissional que faz visitas periódicas às casas das pessoas para fiscalizar e orientar sobre os cuidados corretos que se deve ter com o ambiente, a fim de evitar o aparecimento de doenças específicas de determinada época do ano, as chamadas endemias.

Com o intuito de ampliar as possibilidades de qualificação e empregabilidade na área, a Fundação Municipal de Formação para o Trabalho (Fundat), em parceria com o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Sergipe (IFS), proporcionou duas turmas do curso de Agente de Combate às Endemias (240), encerradas nesta sexta-feira, 24, e na última quinta-feira, 23, nas Unidades de Qualificação Profissional (UQP) dos bairros Santos Dumont e Porto D'Anta, respectivamente.

A representante da diretoria de Formação Profissional da Fundat, Aneclavilze Nascimento, estimula as participantes a continuarem alimentando o aprendizado, investindo tempo e dedicação. "Qualificar-se é a porta de entrada para os profissionais. É isso que as empresas estão em busca", diz Ane, agradecendo a parceria do IFS.

Representando a diretoria de Empreendedorismo e Cooperativismo, Antônio Brás ressaltou que a Fundação continuará oferecendo cada vez mais cursos que incentivem tanto o ingresso no mercado de trabalho quanto no ramo do empreendedorismo. "Vocês serão empreendedoras de sucesso se tiverem atitude e participar deste curso já demonstra uma atitude empreendedora", acredita.

De acordo com uma das instrutoras do curso, Lívia Souza, a capacitação direciona as alunas a conhecer as verdadeiras atribuições de quem atua neste campo. "Elas passaram a ter conhecimento da lei do SUS, noções sobre doenças comuns e vigilância sanitária ambiental", afirma a instrutora.

Ela, que atua em um laboratório de diagnóstico hospitalar, assegura que o campo de trabalho para os que desejam investir na área se mostra bem receptivo, principalmente no âmbito dos concursos públicos. "Elas devem guardar todas as informações e buscar oportunidades em processos seletivos, mostrando que estão aptos e capacitados para trabalhar na área", aconselha Lívia.

Oportunidade de trabalho

Moradora do Porto D'Anta, a participante Geysa de Jesus, 29, conta que o trabalho do agente de endemias vai muito além do que imaginava. "Não é só fazer as visitas familiares, são várias funções", relata a aluna. "Achei interessante porque é um mercado com possibilidades de concursos, é uma boa oportunidade que surgiu", finaliza Geysa, que sonha em se tornar enfermeira.

No início das aulas, Geisse Gomes, de 23 anos, pensava que não iria se adaptar ao conteúdo do curso. Mas, aos poucos, ela foi se apaixonando pelo aprendizado adquirido a cada dia de estudo. "Amei e pretendo fazer concurso na área", revela a aluna, que está à procura de emprego.

Twittar Curtir
TAMANHO DA FONTE A+ A-
Prefeitura Municipal de Aracaju
Centro Administrativo Prefeito Aloísio Campos Rua Frei Luís Canelo de Noronha, 42 - Conj. Costa e Silva - CEP 49097-270
Aracaju, Sergipe - Brasil - Fone: (79) 4009-7800

Swapi Agência Digital