WEBMAIL

LINKS

ACESSO RÁPIDO

MENU

Conscientização sobre trabalho infantil é tema de ação de panfletagem

07/07/2017 - 11h47
clique para ampliarAções de conscientização vem sendo realizadas pela Prefeitura (Fotos: Danillo França)
clique para ampliar
clique para ampliar
clique para ampliar
clique para ampliar
clique para ampliar
clique para ampliar

Ainda há muitas dúvidas quando o assunto é trabalho infantil. Com a naturalização de frases como "melhor trabalhar do que roubar", as pessoas acabam, muitas vezes, não considerando que a única infância que deixa de ser vivida é a da criança de classe social menos favorecida. Para alertar sobre o assunto, a Secretaria da Assistência Social de Aracaju realizou na manhã desta sexta-feira, 7, mais uma panfletagem no cruzamento da avenida Beira Mar com o farol da Farolândia.

De acordo com a coordenadora do Programa de Erradicação do Trabalho Infantil (PETI) da Assistência, Lucimeire Amorim, a abordagem junto aos motoristas, motociclistas e pedestres têm sido bastante positiva. "As pessoas ainda não assimilaram que dar dinheiro nos sinais, contratar carrego na feira, a lida na agricultura, o cuidado da casa e de outras crianças, entre tantas outras atividades, são trabalho infantil sim. A criança não tem estrutura física e emocional para assumir essa responsabilidade de adulto e sofre sequelas por conta disso", ressaltou.

De acordo com o relato da coordenadora do PETI, baseado em informações do Ministério do Trabalho, no mês de junho uma criança em Aracaju teve os dedos de uma mão decepados por uma máquina de caldo de cana. "O feirante contratou o trabalho desse jovem por vinte reais a cada feira, por ser uma mão de obra barata. Por não ter habilidade com a máquina, ao desligá-la, os dedos foram sugados para dentro do moedor, causando amputação imediata", relatou Lucimeire.

O engenheiro de produção, João Victor Costa, aprovou a iniciativa. "A criança deve estar em sala de aula ou brincando, se desenvolvendo. A exploração do trabalho infantil é crime, pois praticamente se assina um atestado de a criança mais pobre não tem os mesmos direitos dos filhos de pessoas mais abastadas. Eu apoio esse tipo de conscientização e espero poder ver mais delas pela cidade."

As panfletagens vão acontecer toda sexta-feira pela manhã em um semáforo da capital e toda última quinta-feira do mês à noite na Orla de Atalaia, ponto turístico de Aracaju.

 

Twittar Curtir
TAMANHO DA FONTE A+ A-
Prefeitura Municipal de Aracaju
Centro Administrativo Prefeito Aloísio Campos Rua Frei Luís Canelo de Noronha, 42 - Conj. Costa e Silva - CEP 49097-270
Aracaju, Sergipe - Brasil - Fone: (79) 4009-7800

Swapi Agência Digital