WEBMAIL

LINKS

ACESSO RÁPIDO

MENU

Seplog e Energisa discutem implantação de sistema de energia solar para reduzir gastos

07/11/2017 - 18h28
clique para ampliarFotos: Ascom Seplog/PMA
clique para ampliarAugusto Fábio: O projeto está ligado a um dos valores do Planejamento Estratégico que é a inovação na forma de gerir os gastos.
clique para ampliarRenan Accioly: Esse tipo de investimento traz grandes benefícios para o Governo Municipal e para a sociedade .
A implantação de um sistema de energia obtida através da conversão direta da luz em eletricidade foi a pauta da reunião ocorrida nesta terça-feira, 7, entre a Secretaria Municipal do Planejamento, Orçamento e Gestão (Seplog) e um representante do Grupo Energisa. O encontro serviu para que o secretário e técnicos da Seplog obtivessem orientação técnica da empresa a concessionária de energia da capital, além de saber qual a melhor forma de buscar parcerias no sentido de diminuir os gastos com energia elétrica.

"Atendendo a uma das premissas do Planejamento Estratégico, que é o princípio da ética e da transparência, nós estamos trabalhando na possibilidade de implantar um sistema de energia solar no âmbito da Prefeitura de Aracaju, o que significa a aplicação do recurso público num projeto visando o retorno, inclusive, na diminuição dos gastos. Trata-se de um projeto que promoverá menos impacto a natureza, o que nos permite o compromisso com a responsabilidade socioambiental, além de gerar benefício econômico ao tesouro municipal", explicou o secretário da Seplog.

Augusto Fábio disse, também, que o projeto está ligado a um dos valores do Planejamento Estratégico, que é a inovação na forma de gerir os gastos (ética no serviço público). De acordo com ele, são gastos mensalmente com energia elétrica cerca de R$ 40 mil, um impacto de quase R$ 500 mil por ano, o que com a implantação do sistema reduziria expressivamente.

Para o engenheiro eletricista Renan Accioly Pimentel, esse tipo de investimento traz dois grandes benefícios para a Prefeitura e para a sociedade. "Inicialmente, se percebe uma redução de custos. Se você reduz os gastos, consegue atender mais pessoas e realizar mais atividades. Há, também, a vantagem a longo prazo que é o caso da energia limpa. Esta não gera nenhum ente nocivo ao meio ambiente. Ou seja, são duas frentes que todo o ente público deve estar preocupado por se tratar de benefício imediatista, o financeiro, e benefício para a sociedade, pelo fato de estar investindo e incentivando a população a cuidar do meio ambiente", pontuou o representante da Energisa.

A proposta também chamou a atenção do supervisor do Centro Administrativo Prefeito Aloísio Campos, Cristiano de Menezes, que disse ser um passo histórico e importante no serviço público, e que a estrutura predial está apta a receber o sistema. De acordo com o diretor Administrativo e Financeiro (DAF), Wilson dos Santos, "o próximo passo é convidar empresas do ramo para uma visita técnica e, depois, elaboração do projeto".

Além do secretário Augusto Fábio e do engenheiro Renan Accioly, participaram da reunião representantes da Diretoria Administrativa e Financeira (DAF); da Coordenadoria de Serviços Auxiliares (Coaux) da Seplog.
Twittar Curtir
TAMANHO DA FONTE A+ A-
Prefeitura Municipal de Aracaju
Centro Administrativo Prefeito Aloísio Campos Rua Frei Luís Canelo de Noronha, 42 - Conj. Costa e Silva - CEP 49097-270
Aracaju, Sergipe - Brasil - Fone: (79) 4009-7800

Swapi Agência Digital