WEBMAIL

LINKS

ACESSO RÁPIDO

MENU

3º ciclo do Projeto Redes é encerrado com ações de combate à violência contra a mulher

04/12/2017 - 15h27
clique para ampliarFotos: Danillo França
clique para ampliar
clique para ampliarEliane Aquino, vice-prefeita e secretária da Assistência Social
clique para ampliarJoão Martins, bolsista do Projeto Redes

O Projeto Redes funciona como um pacote de ações de cunho intersetorial que realiza trabalhos de intervenção principalmente nos campos da Assistência, Saúde e Educação. Com a finalização do 3º ciclo, a equipe do Projeto Redes entregou à vice-prefeita e secretária municipal da Assistência Social, Eliane Aquino, na manhã desta segunda-feira, 4, uma carta aberta de agradecimento a todos os trabalhadores pelo apoio durante a execução do programa.

Eliane Aquino é uma gestora que sempre reforça o poder das parcerias, principalmente entre a rede de atendimento às pessoas em situação de vulnerabilidade social. Para ela, o Projeto Redes é a personificação desse desejo de produzir soluções através dos diálogos de diversos setores. "Acredito que as ações articuladas são mais robustas e têm peso maior, além de proporcionar uma adesão grande das pessoas. O Projeto Redes foi desenvolvido durante todo esse tempo e muitas pessoas foram atingidas através da iniciativa deles. O próprio evento de fechamento do Novembro Negro, que foi puxado pelo Centro de Referência da Assistência Social Pedro Averan, no bairro Santo Antônio, é um exemplo desse incentivo".

De acordo com João Martins, bolsista do Projeto Redes, durante o período de realização, as atividades de maior notoriedade foram relacionadas ao enfrentamento da violência contra a mulher. "Nós fortalecemos e implantamos algumas ações de atenção às mulheres vítimas de violência, principalmente das que estão em situação de maior vulnerabilidade e que são usuárias de substâncias psicoativas. Focamos em dar maior visibilidade a essas mulheres, porque elas acabam tendo maior dificuldade de acesso à rede de atendimento. Precisamos ampliar o entendimento do que é violência contra a mulher para além da violência doméstica, porque  a violência urbana, institucional, de gênero e racial também são agressões terríveis".

Aline Soares também é bolsista do Projeto Redes e explica sobre a criação dos grupos de empoderamento da mulher em alguns Cras de Aracaju. "Movimentamos a rede no sentido de aquecer as discussões relacionadas à mulher em situação de vulnerabilidades e violência. Estivemos em cinco Cras para discutir estratégias de prevenção e acabamos por incentivar a criação de núcleos de empoderamento feminino, que são tão importantes. Construímos também um grupo de empoderamento feminino no Centro POP, que foi organizado em parceria com a Saúde Mental, através do Caps AD Primavera, com as mulheres do Abrigo Acolher, mulheres atendidas pelo Consultório na Rua e atendidas pelo programa de redução de danos do município. Ele teve o objetivo de demonstrar para essas mulheres de que mesmo estando em qualquer condição, qualquer mulher tem direitos e eles precisam ser garantidos".

 

 

Twittar Curtir
TAMANHO DA FONTE A+ A-
Prefeitura Municipal de Aracaju
Centro Administrativo Prefeito Aloísio Campos Rua Frei Luís Canelo de Noronha, 42 - Conj. Costa e Silva - CEP 49097-270
Aracaju, Sergipe - Brasil - Fone: (79) 4009-7800

Swapi Agência Digital