WEBMAIL

LINKS

ACESSO RÁPIDO

MENU

Escola Estadual Ruy Eloy recebe mais uma ação do projeto Protagonismo Juvenil

06/12/2017 - 19h08
clique para ampliarFotos: Ana Lícia Menezes
clique para ampliar
clique para ampliar
clique para ampliar
clique para ampliar

 A Escola Estadual Professor Ruy Eloy recebeu nesta quarta-feira, 6, mais uma edição do projeto Protagonismo Juvenil, que busca trabalhar temas como bullying, Infecções Sexualmente Transmissíveis (IST's), drogas, cultura de paz e respeito. Desta vez, o tema abordado foi sexualidade.

Por meio do projeto, uma escola é contemplada com a visita de técnicos da Secretaria Municipal da Saúde (SMS), que realizam dinâmicas, rodas de conversa e, de forma lúdica, abordam os temas propostos e transformando os alunos em protagonistas, estimulando o sentimento de responsabilidade e de agente disseminador. De acordo com a referência do programa Saúde na Escola, Aline Guimarães, o Protagonismo Juvenil foi articulado e construído com diversos programas, como o Núcleo de Projetos Inovadores, Programa IST/Aids, Programa da Saúde da Criança e do Adolescente, Programa Redução de  Danos e o Programa Saúde na Escola.

“Hoje nós trouxemos os programas da Saúde do Adolescente e o IST/Aids para trabalhar a questão da sexualidade, o uso de preservativos e contraceptivos. Então a gente está trabalhando esses temas junto com a unidade de saúde Anália Pinna de Assis. A nossa proposta é formar multiplicadores”, explicou Aline Guimarães.

Segundo a coordenadora do Programa Saúde da Criança e do Adolescente, Rita Bittencourt, no momento de hoje foi discutida a imunização para o adolescente, a saúde sexual, a saúde reprodutiva, a questão da gravidez na adolescência e também ISTs, uma parceria com o programa IST/Aids. “Já que o adolescente não busca a saúde, a saúde vai até o adolescente. E onde o adolescente pode está encontrando esses meninos? Na escola. É uma oportunidade única, que agente tem de trabalhar essas temáticas e de está promovendo  essas temáticas para esses adolescentes”, afirmou.

Receptividade

No segundo dia de ações do Projeto Protagonismo Juvenil, alunos do 8° e 9° anos do Escola Estadual Professor Ruy Eloy acompanharam atentos e interagiram com os representantes da Secretaria Municipal da Saúde.

Aluna do 9° ano, Fabrícia Santos da Silva, de 17 anos, contou que depois do primeiro encontro, realizado dia 2 de dezembro, os alunos estavam ansiosos para o segundo dia de atividades do projeto. “Está sendo muito bom porque eu estou aprendendo muita coisa, coisas que eu não sabia. Estava todo mundo esperando pra saber qual seria o tema de hoje”, disse.

Opinião compartilhada com a estudante Maria Eduarda Moreira, de 15 anos. “A gente está tendo mais conhecimento, mais informações. Eu tento aproveitar o máximo”, declarou a aluna do 9° ano.

A boa receptividade não é somente por parte dos alunos, mas também por parte dos professores e da direção da unidade escolar. A coordenadora Anagleide Nascimento destaca a forma diferenciada com a qual as informações são passadas, o que atrai a atenção dos estudantes.

“A gente vê com olhos bem receptivos esses projetos porque nós temos uma escola atípica. Aqui eles têm uma história de carência afetiva, familiar e financeira. Toda essa carência reflete num estado de agressividade. Então nós encaremos esse projeto com bons olhos porque está trazendo informações novas para os alunos dentro de um universo que eles já vivenciam, mas de outra maneira. Isso faz com que eles comecem a pensar de uma forma diferente e tentem vislumbrar alternativas diferentes para suas vidas”, pontuou Anagleide Nascimento.

Programação

Segundo a referência do programa Saúde na Escola, Aline Guimarães, o tema dos próximos encontros já estão definidos. “Semana que vem a gente vai trabalhar a redução de danos, álcool, e outras drogas. No último dia, nós vamos abordar cultura de paz. Cada semana é um tema”, afirmou Aline.

Ainda segundo a referência do programa Saúde na Escola, a ideia é que os alunos de tornem protagonistas na difusão de informações e sejam multiplicadores do conteúdo debatido em sala de aula. “Às vezes os alunos têm dificuldade de conversar com os pais, com o professor, de tirar uma dúvida, e a gente está trazendo informações para esses alunos para que eles sejam multiplicadores, para que eles conversem sobre os temas dentro de casa, com os irmãos, com os colegas”, destacou.

 

Twittar Curtir
TAMANHO DA FONTE A+ A-
Prefeitura Municipal de Aracaju
Centro Administrativo Prefeito Aloísio Campos Rua Frei Luís Canelo de Noronha, 42 - Conj. Costa e Silva - CEP 49097-270
Aracaju, Sergipe - Brasil - Fone: (79) 4009-7800

Swapi Agência Digital